Retrospectiva Ágiles 2009

De volta a São Paulo, e de depois de colocar em ordem as coisas na Aspercom, tive tempo nesse sábado de escrever sobre a maratona de excelentes eventos que tivemos neste mês de outubro, conforme anunciado aqui no Débito Técnico. Muito aprendizado, amizades novas e histórias para contar.

Existem muitas maneiras de você avaliar se um evento foi bom ou não. Você pode avaliar o programa, a organização, a presença de palestrantes internacionais e etc… Com essa maratona de 3 eventos em menos de 10 dias o que aprendí é que um bom evento é feito por pessoas. Não só pessoas importantes, mas simplesmente pessoas. Pessoas sedentas em aprender também fazem um bom evento.

O relato que farei aqui dos eventos é uma visão bem pessoal. Não vou avaliar muito as palestras e nem ser tão crítico, pois sei que muitas outras pessoas vão escrever excelentes restrospectivas, falando sobre cada palestra.

Ágiles 2009 em Florianópolis

O Ágiles foi de longe o melhor evento de Agile que já fui. O programa estava excelente, tinha muita gente interessante e a atmosfera estava muito legal. O que achei legal no Ágiles é que tinha muita gente nova que simplesmente foi ao evento para aprender Agile, e fiquei muito satisfeito de ter ajudado muitas pessoas com alguns coachings gratuitos em muitos assuntos, desde coisas mais técnicas como especificações executáveis até outros assuntos como liderança e etc…

O Brian Marick, um dos autores do Manifesto, abriu o evento com uma palestra bastante informativa. Fez algumas metáforas sobre desenvolvimento de software com o trabalho de veterinária de sua esposa, mostrando que a experiência e a prática faz a diferença. O ponto alto foi o momento em que falou que é a equipe que gerencia o ScrumMaster e não o contrário. O Brian fala bastante sobre o “líder servidor”. O Brian é bastante simpático e ficou à disposição o evento todo para parear com todo mundo. Os pairings que rolaram foram uma das coisas que tornaram o Ágiles especial. Tinha até o que chamei de “pairing lobby”.

[photopress:pairinglobby.jpg,thumb,pp_image]

O pairing lobby foi a idéia de alguém com muita visão. Na entrada do evento tinha mesas, cadeiras, story cards e flipcharts que qualquer pessoa poderia usar. Ao menos umas 6 pessoas vieram me perguntar alguma coisa e a resposta era um pairing de 20-30 minutos. Muito legal! Nunca tinha visto isso num evento Agile e fica a dica para quem for organizar os próximos…

Fui muito feliz na minha escolha da palestra. O evento tinha uma trilha básica sobre Agile para quem estava aprendendo e apresentei parte do curso Scrum da Aspecom com o título “Entendendo User Stories”. Tinha mais de 60 pessoas presentes, mas mesmo assim, consegui formar uns 10 grupos e botei os aprendizes para trabalhar. O resultado final foi muito legal e as pessoas adoraram o hands-on prático.


Grupos formados, palestra bombando!



Stories não são especificações!

O Alisson Vale deu uma excelente introdução ao Lean e Kanban na sua apresentação. Já conhecia o Alisson, mas nesse evento tive a oportunidade de trocar mais figurinhas com ele nos almoços e breaks. O Clavius Tales da Fortes também nos acompanhou de perto. O Alisson já começou sua apresentação falando das limitações que existem nas implementações Scrum e apresentou as importantes ferramentas e conceitos de um sistema Kanban para implementar um fluxo contínuo de entrega de software, limitando o Work in Progress e diminuindo a variabilidade do processo. Eu confesso que não fui um estudioso muito aplicado em Lean, mas já cheguei a conclusão que desenvolvimento iterativo é uma limitação do meu processo e não algo 100% desejável. O Alisson abriu muitos horizontes inexplorados nos nossos bate-papos sobre a Phidelis, a empresa do Alisson que já está com maturidade em fluxos contínuos de entregas usando um sistema Kanban muito inteligente. Acompanhe o blog do Alisson e saiba mais sobre Lean em Software: http://www.alissonvale.com/englishblog/

No início da noite teve o polêmico keynote do Roy Singham, CEO da ThoughtWorks. Na sua palestra houve uma mistura de política, sociologia e críticas ao nosso mercado de TI. Roy reafirmou a missão da TW que é “revolucionar a TI” e para isso, defende o uso de Agile e também de iniciativas Open Source. Foi um discurso direcionado ao nosso mercado brasileiro. Criticou quem só está buscando as práticas de gerenciamento do Scrum sem buscar as práticas de engenharia do XP. Disse não concordar muito com certificações, algo que gerou um burburinho no evento e uma avalanche no Twitter. Entre outras coisas, Roy anunciou a abertura do escritório da ThoughtWorks aqui no Brasil. Iniciamente será em Porto Alegre e mais direcionado para desenvolvimento offshore. O keynote do Roy foi empolgante, ele tem o dom da oratória e demonstrou as caracteristicas de um líder que são muito raras.


Eu tive a oportunidade de conversar bastante com o pessoal da TW (Carlos Vilella, Frank Trindade, Sidney Pinney e outros), inclusive fiz muita amizade com o Roy. Conversamos bastante sobre TI, política, liderança e outras coisas. Aprendí muita coisa com ele.

[photopress:jantartw.jpg,thumb,pp_image]
Jantar com o pessoal da TW com Roy Singham, Brian Marick e outros agilistas locais.

Infelizmente no segundo dia perdi algumas palestras importantes, como a da Diana Larsen e do Joshua Kerievsky. Infelizmente como empresário tive que pegar uma mesa no pairing lobby só para enviar emails e propostas (#fail). A palestra do David Hussman foi muito interessante sobre Coaching e pude conversar com David e Joshua numa troca de idéias muito legal sobre ensino e treinamento presencial e online.

Antes de mais nada eu quero parabenizar a todos pela excelente organização do evento e principalmente pela grade diferenciada. Fiquei muito contente que o Ágiles teve um foco muito maior nas práticas de engenharia do que nas práticas de gestão. O Extreme Programming foi a grande estrela e o Scrum foi deixado meio de lado (pelo menos foi o sentimento que eu tive). Não tenho a confirmação, mas é bem provável que o Ágiles 2010 será em outro país, creio que no Peru. Definitivamente é um evento que você não pode perder.

A cobertura fotográfica do evento mais uma vez ficou por conta do Manoel Pimentel. Acesse o seu Beonthe.net no link abaixo:

http://www.manoelpimentel.com/fotos_eventos/72157622450201053/1

As retrospectivas do Encontro Ágil e Rails Summit vou postar aqui em alguns dias. Stay tunned.

About The Author

rodrigoy

Instrutor e Consultor Sênior - ASPERCOM

Deixe sua opinião!

4 Comments

  • Muito obrigado pelos elogios Yoshima! Muito bom saber que você gostou do evento! Trabalhamos muito, e espero que o resultado tenha agradado a todos assim como me parece que agradou a você!

    Complementando seu post: O próximo Ágiles será na cidade de Lima, no Peru. Inclusive os preparativos iniciais já começaram…

    E ai, que tal virar um Agile Police na América Latina??

    Uma coisa que não vi no seu post: E os fanfarrões?? Sei que eles estavam por lah… mas você tem algo a comentar??

    É isso… um abraço!

  • Victor, ano que vem estaremos em Lima. Vamos fazer uma comitiva brasileña.

    Sobre os #fanfa, bem, num evento com Brian, Roy, Joshua e outros, nem perdí tempo procurando os #fanfa. Tinha coisa melhor para fazer!

    Bem, o Ágiles 2009 é uma boa desculpa para melhorar o espanhol.

  • O evento realmente foi excelente! O pessoal da organização está de parabéns!
    Valeu Rodrigo por tirar a minha dúvida naquela hora da foto ali!

  • Antonio Jr

    Reply Reply 24/10/2009

    Rodrigo,

    Foi muito legal conhecê-lo pessoalmente no Ágiles 2009. Assim como você, tive a impressão que só Scrum sem algo que dê sustentação como o XP e principalmente um time com a cabeça aberta para estar sempre aprendendo, a coisa não anda.
    Grande abraço e parabém pela sua palestra.

Leave A Response

* Denotes Required Field