O papel do Arquiteto (com Scott Ambler e Jon Kern)

Neste mês na minha coluna na revista MundoJava (número 25) escreví um artigo juntamente com Scott Ambler e Jon Kern. Creio que esses dois dispensam apresentações e foi muito legal fazer este trabalho com eles.

Separei alguns trechos de canjinha para vocês:

“É muito comum que arquitetos inexperientes dirijam a arquitetura baseada em opções pessoais, frameworks que estão na moda, alguma coisa que ele leu em algum lugar ou motivado por uma forte rigidez conceitual ou acadêmica. Também é comum que pseudo-arquitetos coloquem na arquitetura alguma idéia mirabolante que ele teve simplesmente porque ele achou isso “legal”. Nesse aspecto, a PROVA arquitetural pode filtrar aquilo que você realmente precisa daquilo que não passa de megalomania. Se o arquiteto está sugerindo a adoção da solução X ou do framework Y, dele deve ter razões muito lógicas, e principalmente, um grande embasamento nos requisitos ou nas características da área de negócios que prove os porquês dessas decisões.” Rodrigo Yoshima

“Trabalhando em inúmeras áreas, problemas e linguagens diferentes você ganha muitas experiências valorosas aplicáveis em qualquer projeto de software. Um habilidoso e experiente arquiteto de software reconhecerá soluções genéricas que comumente são aplicáveis, não importando a área de aplicação ou a linguagem de implementação. Além disso, um arquiteto hábil deve compreender o suficiente sobre modelagem de banco de dados, o suficiente sobre aplicações em tempo real, o suficiente sobre princípios sólidos de orientação a objetos e o mundo dos padrões de software, dos princípios de uma boa interface com o usuário, das arquiteturas distribuídas e do tratamento de erros para conseguir
direcionar a equipe.” Jon Kern

“Ter experiência é crítico para o seu sucesso, mas infelizmente, jovens profissionais de informática aparentam ter dificuldade com este conceito. É crucial ter uma vasta experiência construindo sistemas variados, e não somente ter muita experiência construindo a mesma coisa várias vezes. Você precisa compreender que existem muitas estratégias para construir sistemas, e ter diversos pontos de vista é importante para o seu sucesso. ” Scott Ambler

Sentí a necessidade de publicar este conteúdo pois vejo que no mercado todo mundo quer ser arquiteto e também tenho visto algumas arquiteturas (e alguns arquitetos) literalmente levando empresas para o “buraco”. Para uma empresa que desenvolve software, creio que a arquietura é um dos maiores ativos (logicamente as pessoas são mais importantes).

About The Author

rodrigoy

Instrutor e Consultor Sênior - ASPERCOM

Deixe sua opinião!

2 Comments

  • Caio Rodrigues

    Reply Reply 03/08/2009

    Muito bacana este artigo! parabéns

  • seufagner

    Reply Reply 03/10/2010

    Acredito que as empresas estão tão viciadas neste tipo de profissional que baseia as soluções na lei do quão-complexo-mais-compentente que, quando adoto soluções simples que atendem tranquilamente, as pessoas acham estranho e te olham com desconfiança. rs. Belo post.

Leave A Response

* Denotes Required Field